19 de abr de 2015

Gatos não sabem dançar ~*

Bom dia, estrelinhas ! ~*

Em uma dessas últimas noite eu me dei conta de estar cantarolando algumas músicas do meu filme preferido na infância. Eu tinha vários filmes em fita de vídeo cassete que sempre levava para assistir enquanto ficava na casa da minha avó. Mas teve um em especial que eu gravei em uma das tarde do Teatro Cartoon (horário de filmes que passava no canal Cartoon Network) que eu assisti nada mais, nada menos do que 53 vezes. Sim, eu contava cada uma das vezes que assistia.

Eu pensei em falar sobre os meus filmes preferidos que eu assistia naquelas tardes, mas se eu for pensar no porque vim escrever este post, eu tenho que falar sobre este: Gatos não sabem dançar (Cats don't dance)


Eu sabia basicamente todas as falas e canções. Eu gravei o filme inteiro na minha memória. E depois de mais de dez anos da última vez que pude assisti-lo eu parei para refletir porque eu gostava tanto desse filme!

A questão é bem simples, os meus filmes preferidos são aqueles em que os personagens realizam seus sonhos. E é o que andei refletindo muito ultimamente. Tinha algo mais de específico nesse realizar sonhos, não sei colocar bem em palavras mas tem haver com a frase que o Danny (protagonista) diz ali em cima. Fazer aquilo que amamos.

Sobre o filme: ele conta a história de um gato chamado Danny que saiu da cidade pequena do interior em que morava para realizar seu maior sonho. Ir para Hollywood e se tornar um grande artista de cinema.
Obviamente as coisas não acontecem como ele planeja. Existe uma grande estrela no momento que é uma garotinha malvada e egoísta chamada Darla que se faz de anjinho para todos. E assim ela acaba com o sonho de todos os animais que vieram para cidade em busca de realizar aquilo que amam, seus maiores talentos. Tudo se torna cinza para os personagens porque eles aceitam aquela realidade de que não há espaço para eles fazerem aquilo que mais amam.
Até que o Danny, o gato mais positivo do mundo, aparece para mudar isso. Ele acha que está tudo bem tentar realizar seu sonho. E vai com muita persistência tentar fazer diferente. Fazer com que a indústria de cinema veja o talento não só dele mas de todos. Ele reconhece o sentimento dele em cada um dos amigos que fez.
Só que existe algo de interessante aí, ele é muito inocente e a Darla engana ele e faz todos perderem o que tem. Fazendo com que todos voltem para sua casa e nem tenham a chance de executar um papel secundário em seu filme. Que sejam meramente o que são: animais.
E assim ele praticamente desiste de tudo e vai voltar para cidade onde morava.
Normalmente os filmes não trazem essa parte do deu tudo errado e vamos desistir dessa forma. O Danny estava com um pé na desistência, mas a ficha dele caiu e pensou que esse é o sonho dele, não pode desistir. Assim dá a volta por cima e consegue realizar o sonho de todos os seus amigos de se tornarem grandes estrelas de cinema.

Os filmes sempre tem esses formatos de "tenho um grande sonho > algo impede de realiza-lo > consegue realizar o sonho"
Só que pra mim o especial está no sonho deles. É algo incomum para os filmes mas tão real pra mim. O sonho da minha infância de ser feliz realizando aquilo que amo. De ser uma artista.

Gatos não sabem dançar me fez ver muitas coisas. Os diferentes tipos de personagens e mesmo com a mesma situação e o mesmo objetivo, como pensam e reagem de formas bem diferentes. E me faz ver as pessoas ali, pensar na situação de que talvez o outro queira que sejamos apenas animais e não animais com "algo mais".

Eu acredito que de uma forma indireta esse filme me ensinou o lema da minha vida: Pensamento positivo! Nunca desistir!
Porque eu simplesmente me dei conta que não aprendi isso com ninguém e sim comigo mesma.

Desde que eu mudei a capa do blog e coloquei a frase eu percebi que venho parar aqui escrevendo e refletindo sobre esses aspectos da minha vida.
E o porque eu paro e penso: qual é o meu maior sonho?
Percebi que o mundo real me fez transformar sonhos em algo abstrato, parece que tem uma neblina na frente deles. Eu sei quais foram os grandes sonhos que eu tive ao longo da minha vida, porém passei a duvidar deles. A duvidar de mim mesma. De que talvez, só talvez, esses sonhos estão no imaginário de uma criança mas que no mundo adulto as coisas não sejam bem por aí. Será mesmo?

Foi assim que voltar a cantar as canções do filme em minha mente com frases como "este é lugar, este é o momento" me fez para pensar que talvez seja o meu momento de tomar essas decisões. Pra onde eu quero ir agora?

Por isso eu deixo essa reflexão para vocês: esse é o momento, qual seu grande sonho agora?

4 comentários:

  1. Eu ainda não assisti a essa animação, mas fiquei morrendo de vontade de assistir. Amo filmes infantis, especialmente com gatinhos!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai adorar, Madrepérola <3

      Excluir
  2. Adorei o texto e a reflexão Hoshi! E fiquei com muita vontade de assistir esse filme também, vou procurá-lo! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Milky :D
      Estou com vontade de vê-lo de novo, mas não tenho mais vídeo cassete >.<

      Excluir

Obrigada por ler e comentar ~*